sábado, 13 de setembro de 2008

Há sete anos atrás...



Sim, á sete anos atrás...já passaram sete anos, andava o mundo em alvoroço porque tinha havido uns loucos fanáticos, eu sei lá, que tinham sido capazes de cometer um dos maiores crimes perante os olhares de tanta gente que ficou apavorada, e não era pra menos.

Confesso que na altura não tomei consciência do que se estava a passar, lembro-me apenas de ver as mesmas imagens a serem repetidas várias vezes. De cada vez que entrava em casa tinha a sensação de estar a ver sempre a mesma coisa na televisão. Achei estranho, lembro de ter perguntado ao meu filho , que na altura tinha apenas 8 anos, o que era aquilo, ao que ele respondeu -Não sei muito bem mãe, mas acho que foram umas bombas.

Não dei grande importância e tudo porquê, porque nesses dias estávamos a travar uma guerra, uma guerra muito pessoal, muito nossa...uma guerra entre a vida e a morte, onde o resto do mundo não importa, apenas o nosso, o dos nossos, que nos são tão queridos e que estamos a ver serem vencidos sem quase nada pudermos fazer para ajudar nessa batalha...que impotentes nos sentimos...

Mas é assim a vida,.... uma vida onde a morte saiu vencedora, sobre alguém que soube sempre ser um Vencedor, que nunca se rendeu, que sempre foi á luta, que tanto nos deixou de seu, que gostamos de recordar.

Pessoas assim jamais se esquecem, serão sempre exemplo de vida....

E já passaram sete anos....

Sete anos de saudade....

.

.

8 comentários:

Patti disse...

Deixo-te então um beijinho e um abraço apertado.

BlueVelvet disse...

Há alturas em que os nossos dramas se sobrepõem a qualquer outro. E com razão.
Deixo-te um abracinho apertado e beijinhos

de dentro pra fora.... disse...

Patti

Obrigado pelo abraço, sabe sempre bem...principalmente quando nos sentimos um pouco mais frageis.

de dentro pra fora.... disse...

Bluevelvet

Sem dúvida,as nossas dores ,só nós as sentimos...
As do mundo também são um pouco nossas ...mas vem depois.

Beijinho

Vilma disse...

Um abraço ainda que virtual. :)

1/4 de Fada disse...

Eu sei o que é isso de passar por alturas em que o mundo exterior perde importância em relação ao que nós estamos a viver... percebo perfeitamente que um drama como o 11 de Setembro possa ter sido uma gota de água para ti.
Um grande abraço de solidariedade.

de dentro pra fora.... disse...

Vilma
Seja bem vinda
Obrigado pelo abraço, mesmo sendo ele virtual :)

de dentro pra fora.... disse...

1/4

Infelizmente já passei por várias situações assim...em que o resto do mundo perde a importancia, e o nosso mundo é o que importa...
A vida é assim mesmo, mas é para continuar a ser vivida.