segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Com ou sem mascara!??

.





À primeira vista, algumas pessoas parecem-nos "perfeitas"(se bem que perfeição não existe).


Pela maneira como se comportam, pelo que falam e pelo que calam, pelo que mostram e pelo que escondem e, até, pela maneira como se apresentam.


Quantas vezes não damos connosco a desejar secretamente ser desta ou daquela maneira para parecermos tão perfeitos como esta ou aquela pessoa?, pois pensamos ter certos "defeitos", que não vemos nelas.


E quantas vezes não nos desiludimos porque, afinal, esta ou aquela pessoa que nos parecia incrivelmente perfeita era tão(ou mais) imperfeita que nós próprios?


A aparente "perfeição" dos outros, especialmente daquelas que a sociedade apresenta como seres perfeitos, tem muitas vezes um brilho falso,


brilha mas não aquece.


É um brilho muitas vezes gelado, vazio e terrivelmente inconsistente.

Tudo isso me causa uma certa desilusão...


Então o melhor mesmo é voltar ao início e pensar que é mais fácil aceitar e lidar com a imperfeição do que viver na miragem da perfeição.....


Afinal entre ser perfeito e ser um "zé-ninguém" existe um mundo de possibilidades, nem que o ser perfeito signifique o uso de uma máscara que mais tarde ou mais cedo acaba por cair.


.


Eu prefiro a 2ª.... sem mascara...




2 comentários:

Pjsoueu disse...

DE....


Sinceramente, prefiro sem máscara de cera:)

O melhor é ser o que é... Mas, por vezes temos de saber dosear...ha coisas que são só nossas...:)

beijinhos

Pj

de dentro pra fora.... disse...

Olá PJ...concordo que há coisas só nossas, mas confesso que me desiludem certas atitudes hipocritas, eu sei que para
(con)viver em sociedade também é preciso, sem exageros é claro,mas
quando vem de pessoas proximas...