terça-feira, 29 de setembro de 2009

.....




Tanto silencio, rasga-me o peito , fere-me a alma...
Já não é um silencio que acalma, é silencio que doí, corroí
Serão apenas sentimentos escondidos, perdidos, achados..sentimentos que não são, não foram partilhados.
Quero quebrar estes laços que me prendem a voz e me amordaçam o coração.
Quero sentir de novo o som do palpitar do coração apressado.
Abrir as janelas de par em par e deixar entrar todas as estrelas que o céu tem guardadas para mim, sentir o calor de uma noite de Verão na pele, partilhar e sorrir, sorrir com o mesmo encanto, que encanta, quem por mim passa.
Sorrir e voltar a sorrir cada vez que me der vontade, antes que o frio venha e tome conta de mim.
Não, não quero sentir o silencio...não quero sentir-me assim...

2 comentários:

BlueVelvet disse...

Bem, vamos lá a ver se nos entendemos: a deprimida do bairro sou eu.
Portanto, faz favor de arribar, que o que escreveste está lindo, mas espero que não passe de exercício literário.
Beijinhos

de dentro pra fora.... disse...

Olá Bluevelvet(vês que já não te chamo Blue)é exactamente isso...mero exercicio,se não estou bem disposta eu fico :)

Por cá, tudo bem...
Beijinho