quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

....

.




.
Deixou cair o corpo pesado pelo cansaço da vida, em cima da cama que lhe servia de refúgio ás maleitas sofridas ao longo de tantos e tantos dias de solidão...

Tinha chegado o Inverno da vida, os dias teimavam em continuar frios, sentia o corpo mole, tudo lhe doía, até a alma...

Estava cansado, cansado de tudo, da vida.Ás vezes a vontade de desistir era tão grande.

Agora só queria mesmo era sentir o aconchego e o calor daquela cama vazia, sentiu-se afundar no meio dos cobertores, para sentir um pouco de calor.

Assim ficou, em silêncio, seu único companheiro, deixou-se repousar, sem certezas do amanhã.


Pensou, quem sabe não tenho a sorte de repousar para sempre, acho que já mereço!
.

4 comentários:

BlueVelvet disse...

Ainda bem que não fui eu que escrevi isto senão a Pitanga vinha já dar-me na cabeça.
Muito bonito mas...triste.
Não tem nada a ver contigo, espero.
Beijokas

de dentro pra fora.... disse...

Blue
Alguém proximo...e outras situações que nos fazem parar e pensar...

Vida de Praia disse...

Tenho um amigo mais novo que eu que recentemente faleceu: adormeceu e não voltou a acordar. Sei que e o desejou em tempos, quando andava em baixo, mas agora andava bem e duvido que o desejasse :-(
Estou a pensar em ti e no teu amigo. :-*

de dentro pra fora.... disse...

Este também já descansa...acabou o sofrimento, dele e da familia..